Com gasolina cara, moto elétrica ganha espaço no mercado brasileiro

Compartilhar:

A gasolina está mais cara no Brasil: a Petrobras anunciou no dia 10 de março mais um ajuste no preço do combustível, desta vez de 18,8%, que fez o preço do produto ultrapassar 10 reais o litro em alguns postos do Acre, por exemplo.

Então, as motos e scooters elétricas são uma ótima alternativa para driblar esses aumentos e, de quebra, ajudar o meio ambiente. Os últimos números de emplacamentos mostram que o brasileiro está começando a seguir esse caminho.

De acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), a Voltz Motors, uma startup brasileira de veículos elétricos com sede em Pernambuco, já ocupa a sétima posição no ranking das fabricantes que mais vendem motos e scooters no Brasil, com 0,51% de participação de mercado, à frente de marcas como Haojue, Dafra, Triumph, Harley-Davidson, Ducati, Suzuki, KTM e Kymco, entre outras (dados de fevereiro).

A scooter elétrica Voltz EV1 Sport foi o destaque da marca em fevereiro com 465 unidades emplacadas, seu melhor resultado desde que começou a ser vendida no Brasil.

Já a moto elétrica Voltz EVS emplacou 57 unidades e está entre os dez modelos mais vendidos na categoria City, de acordo com a entidade.

Além da Voltz, há uma dezena de marcas que já comercializam modelos elétricos no Brasil. Isso sem falar nas empresas que oferecem bicicleta elétrica, outra ótima alternativa ao uso do combustível fóssil. Neste caso, o benefício não fica só no bolso, mas também no corpo, já que a maioria dos modelos são do tipo pedal assistido, ou seja, você ainda precisa pedalar.

Enfim, não sabemos onde irão parar os preços dos combustíveis então, o modelo elétrico pode e deve ser adotado. É o futuro da mobilidade e, aparentemente, mais e mais brasileiros estão realizando essa troca.

voltz ev1 sport amarela

Conheça a Voltz EV1 Sport

De acordo com a marca, a EV1 Sport é a evolução do primeiro modelo de scooter da marca. Além disso, a atualização com o novo conjunto de bateria garante um aumento significativo em autonomia, velocidade e tecnologia.

O modelo pode ser equipado com uma ou duas baterias removíveis de Lítio. Elas pesam 13 kg cada, e podem ser carregadas acopladas à moto ou separadamente. O carregamento total é conseguido após 5 horas de bateria conectada a uma tomada comum de 110V ou 220V.

Motor, bateria e tecnologia

A EV1 Sport conta com um motor elétrico acoplado à roda traseira, com potência nominal de 3.000W e potência de pico de 4.500W, que permite uma velocidade máxima de 75 km/h. Além disso, conta com 3 modos de pilotagem: Modo 1 (35 km/h), Modo 2 (55 km/h) e Modo 3 (75 km/h).

Cada bateria é de 38.4Ah 60V, que permite uma autonomia de até 100 km (com velocidade média de 35 km/h). Com duas baterias, a empresa diz que é possível alcançar até 180 km, também andando a 35 km/h.

Por fim, o modelo possui painel totalmente digital em LCD, conexão Bluetooth com Smartphone, sistema de alto-falantes, chave inteligente com alarme antifurto, iluminação Full-LED, função ré, espaço sob o banco para uma bateria e um capacete, e peso total de 120 kg (com 1 bateria).

voltz ev1 sport azul

Enfim, para mais informações e poder comprar online, acesse o site https://voltzmotors.com/ev1-sport/.

fotos: divulgação

Compartilhar:

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site Moto Elétrica Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos tradicionais e elétricas, bicicletas e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo generated by DesignEvo free logo designer