Ducati revela todos os detalhes da sua moto elétrica para a MotoE

Compartilhar:

A Ducati divulgou todos os detalhes da sua primeira moto elétrica, e que será produzida para a MotoE, a categoria de corridas de motos elétricas da MotoGP.

Chamada de protótipo ‘V21L’, a moto elétrica da Ducati envolveu vários profissionais da empresa, de designers a engenheiros, para no fim ficar com um peso total de 225 kg. São 12 kg a menos do que os requisitos mínimos impostos pela Dorna e FIM para a MotoE.

Já no quesito potência e torque, o modelo entrega o máximo de 110 kW (150 CV) e 140 Nm respectivamente, que permite atingir uma velocidade máxima de 275 km/h.

A bateria é gigante e usa praticamente toda a parte central da moto. Ela é formada por 1.152 células cilíndricas do tipo ‘21700’, pesa 110 kg e oferece uma capacidade de 18 kWh com uma tomada de carregamento de 20 kW integrada na cauda. A caixa de fibra de carbono da bateria também atua como uma parte estressada do chassi.

ducati motoe

Além disso, o inversor de 5 kg é uma unidade derivada de um modelo de alto desempenho usado em automobilismo para veículos elétricos.

Já o motor pesa 21 kg, possui uma rotação máxima de 18.000 rpm, e foi desenvolvido por um parceiro seguindo as especificações técnicas fornecidas pela Ducati.

De acordo com a empresa, todo o sistema é baseado em uma tensão de 800V (com uma bateria totalmente carregada) para maximizar a potência do motor e, como consequência, o desempenho e o alcance.

ducati motoe

A Ducati ‘V21L’ possui um garfo invertido pressurizado Öhlins NPX 25/30 na dianteira, derivado da Superleggera V4, e um amortecedor Öhlins TTX36 ajustável na traseira.

Por fim, o sistema de freios é fornecido pela Brembo e está dimensionado para os requisitos específicos da Ducati MotoE. Na frente é composto por disco duplo de aço com diâmetro de 338,5 mm, e na traseira um disco único de 220 mm.

Enfim, não podemos dizer que o mundo elétrico é totalmente novo para a Ducati, já que a empresa sediada em Bolonha na Itália possui uma linha de bicicletas elétricas de alto desempenho. Claro, uma moto elétrica exige muito mais investimento, principalmente um modelo destinado à competição do nível da MotoGP.

Em 2023, a Ducati assumirá o papel de fornecedor exclusivo da Copa do Mundo FIM MotoE com 18 motocicletas elétricas na pista todo fim de semana.

ducati motoe

Para mais informações, acesse https://www.ducati.com/gb/en/home.

fotos: divulgação

Compartilhar:

Marcelo Souza

Autor, Editor e Administrador do site Moto Elétrica Brasil, formado em Ciências Contábeis, apaixonado por motos tradicionais e elétricas, bicicletas e tecnologia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Logo generated by DesignEvo free logo designer